Idosos aos 30

set 2nd, 2012 | By | Category: Pitacos

Sábado, sete horas da noite, horário de rush dos supermercados. E lá estava eu, em busca daquele famoso refrigerante à base de cola. Ao chegar, percebi que minhas expectativas estavam corretas. Tudo lotado! Começava, então, o desafio para conseguir uma vaga no estacionamento.

A coisa estava difícil! De um lado para outro, não via nem um lugarzinho para colocar o carro. Cadê a rotatividade? – me perguntei. Parecia que todo mundo estava fazendo a compra do mês. De repente, uns dez metros à frente, notei que um grande carro saía de sua vaga e, sem pudor, outro já entrando. Mesmo com a distância, deu pra perceber que se tratava de um sujeito jovem, cabelos com gel e ouvindo uma “bela” canção.

Tudo estaria perfeito se não fosse por um mero detalhe: a vaga era reservada a idosos. Sim, cumprindo a determinação legal (artigo 41, da Lei 10.741/03), o supermercado destinava algumas vagas, em uma ótima localização, para aqueles que têm 60 anos ou mais. E mesmo com o aviso de todo o tamanho, a comodidade do mancebo naquele momento se mostrava superior à disposição legal. Lamentável!

Mas, nada é tão ruim que não possa piorar. E a coisa piorou. Depois de eu achar uma vaguinha lá nos cafundós do estacionamento, me dirigi à entrada do supermercado e, passando por aquele mesmo lugar de antes, mais flagrantes absurdos de uma total falta de respeito ao bom senso, à lei e aos idosos. Nunca tinha visto tanto idoso com menos de trinta anos!

Após ver um casal entrando em seu carro, acho que matei a charada. Para eles, não havia qualquer desrespeito. A questão é meramente interpretativa, num método que podemos chamar de “interpretação adicional conforme a conveniência”. Ora, somando os aparentes 35 anos do homem, com os 25 de sua companheira, chegamos aos 60 anos previstos no Estatuto do Idoso.

Só ser for assim!

 

Thiago Henrique de Oliveira

4 comments
deixe seu comentário »

  1. Sensacional. Haha!

    Já ate posso imaginar qual Super Mercado é em nosso município.

    Texto envolvente, mas lastimável que nossos “jovens” idosos não obedecem tão valorosa lei.

  2. Thiago
    Mais uma vez me surpreendeu.
    Visão Sistêmica e correta em uma sociedade, onde nem todos sabem valorizar os princípios e valores que aprendemos com nossos pais e avós.
    Infelizmente isso me chateia, mas ao mesmo tempo me agrada. Apesar da falta de bom senso de algumas pessoas. Graças a Deus existe Profissionais Dignos que sabem reconhecer os direitos dos indivíduos mesmo fora do ambiente de trabalho. Meus Parabéns pelo seu discernimento.
    Abraço

  3. “[…] Uma legislação avançada e à frente de seu tempo pode ser útil para impulsionar novos hábitos e modernizar o país. Mas ela necessariamente exige o comprometimento de toda a sociedade: poder público, cidadãos e empresas. Quando recai apenas em um dos elos dessa corrente, costuma ser ignorada ou solenemente burlada. Tem-se, então, o pior dos mundos – um país dos fora da lei. […]”

    O país dos fora da lei, de Fabiane Stefano.
    http://exame.abril.com.br/brasil/noticias/pais-fora-lei-542415

  4. Adorei!

    Sem palavras!

deixe seu comentário