As curvas da estrada…

ago 13th, 2014 | By | Category: Pitacos

“Se você pretende saber de qual estrada, eu posso lhe dizer”… Está bem, fiquem tranquilos que não haverá “musiquinha” no Pitaco de hoje. A estrada tema é a BR 381, mas aposto que o fato que será narrado acontece em muitos, muitos lugares neste Brasilzão.

Nestas últimas idas e vindas pela famosíssima BR, pude perceber a ocorrência de alguns acidentes de trânsito, dentre eles de caminhões carregados que por algum motivo tombam na estrada, espalhando sem pudor suas cargas para todos os lados.

Não se tarda muito e a festa começa. Calma, ninguém está comemorando o acidente. Mas alguns aí parecem adorar a ideia da existência de carga na “pista”. É como se a carga, indefesa e estática, gerasse um grande campo magnético que fizesse com que pessoas – inclusive “pessoas de bem” – parassem seus veículos na rodovia, mesmo em trechos onde inexiste acostamento, e as fizessem resgatar tudo aquilo que se encontrasse estatelado. Só pode ser algo muito forte.

É gente saindo do carro, da moto, do ônibus, do mato, de casa… de tudo quanto é lugar, com o cego objetivo de levar para si um novíssimo – talvez um pouco amassado – produto 0800. Dá até fila! E serve de tudo, desde sacos de laranja e latas de cerveja – o sonho de consumo de muitos – até aparelho de DVD e televisão.

Querem pagar quanto? Nada, é lógico. Porém, nem tudo são flores e nem tudo é lícito nesse mundo. Essa singela atitude configura crime e deve ser punida. “Achado não é roubado”, mas neste caso é furto! E dependendo da situação, furto qualificado.

O fato de o produto deixar de estar acondicionado no caminhão não significa que ele deixe de ter dono e que a sua apropriação não seja considerada furto. É evidente que, existindo autorização do proprietário, não haverá crime algum. Mas, não é isso o que se vê na maioria dos casos.

Sem mais, o ponto é: Para quem deseja ver um país melhor, é bom começar a pensar nas suas próprias atitudes, porque nesse ano tem!

Thiago Oliveira

deixe seu comentário